Entenda a polêmica expulsão de Draymond Green

*Atualização: na tarde de sexta-feira, dia 22, a NBA anunciou que retirou a segunda falta de Draymond Green.

No jogo de quinta-feira, dia 21, entre New York Knicks e Golden State Warriors, que terminou com a vitória da franquia de NY por 119 a 104, Draymond Green foi expulso pelo umpire John Butler em um lance que gerou muita polêmica nessa rodada da NBA.

Green teria dito obscenidades para Butler, porém a equipe dos Warriors em quadra e seu técnico, Steve Kerr, informaram ao umpire que os xingamentos eram direcionados a um companheiro de equipe, o pivô calouro James Wiseman. Assista ao vídeo:

A decisão da expulsão foi mantida pelo crew chief Ben Taylor e, após a partida, como é de praxe em situações assim, a NBA autorizou perguntas do insider do Warriors, Monte Poole, para Taylor, e divulgou publicamente esse relatório.

Nele, o árbitro principal confirma três fatos: que a expulsão foi causada pelos palavrões, que a equipe o advertiu que eram para Wiseman e que ele não considerou retirar a falta.

Imagem: NBA Official

Mas na coletiva pós-jogo, Steve Kerr disse que Ben Taylor o procurou pedindo desculpas pela expulsão e, segundo o técnico, o árbitro a haveria descrito como “um equívoco”:

O umpire John Butler está em sua segunda temporada na NBA, mas acumula sete anos de experiência na G League e WNBA – cinco e dois anos, respectivamente. Na G ele atuou nos playoffs de 2015 a 2019, e nas finais de 2018 e 2019.

Ben Taylor, crew chief dessa partida, tem no currículo oito anos de NBA e seis de G League, tendo atuado também como árbitro da FIBA.

Arte: Árbitros NBA

Jogo entre Memphis Grizzlies e Portland Trail Blazers adiado

Mais uma partida adiada na NBA por conta do COVID-19. Memphis Grizzlies e o Trail Blazers iriam se encontrar em Portland, mas, por conta do protocolo de rastreio de contato com pessoas infectadas pelo lado do time do Memphis, como informa a ESPN.

Lillard, que não joga hoje, e Tom Washington, que apitará como referee Mavs e Pacers. Foto: SB Nation

Com isso, os árbitros James Capers – um dos mais experientes da NBA, atuando em 26 temporadas -, Jacyn Goble e o novato canadense e non-staffer, Matt Kallio, terão agendas remanejadas.

Partida entre Memphis Grizzlies e Portland Trail Blazers cancelada pelo protocolo de rastreio do COVID.
James Capers: apito adiado. Foto: David Dow/NBAE via Getty Images

Partida entre 76ers e OKC cancelada

O jogo de hoje entre Philadelphia 76ers e Oklahoma City Thunder foi adiado devido ao protocolo do COVID-19 – o que vem sendo um padrão na NBA durante a semana passada. Com isso, os árbitros Rodney Mott, Marat Kogut e Jason Goldemberg serão transferidos para outra agenda.

76ers não jogará neste domingo. Foto: Fox.

O fato se deu pelo contato, no sábado, com a equipe do Memphis Grizzlies, que tem um atleta, Jonas Valanciunas, em isolamento pelo protocolo de proximidade com uma pessoa da cadeia de contaminação pelo coronavírus.

Harden quebra recorde de assistências no Nets em sua estreia

O excelente árbitro Bill Kennedy, crew chief, pode colocar no CV que viu de perto um recorde quebrado. James Harden, em sua aguardada estreia no time do Brooklyn Nets contra o Orlando Magic, neste sábado (16), bateu o recorde de assistências da franquia em um único jogo: fez 14 delas.

Kennedy, com 23 anos de experiência em arbitragem, manejou uma partida com 33 faltas – 14 do Nets e 19 do Orlando.

Além do grande desempenho ao lado de Kevin Durant, em partida de 42 pontos, o Barba fez também um triple-double, anotando 32 pontos e pegando 12 rebotes.

Harden – uma estreia de sucesso. Foto: Twitter
Kennedy tem 23 temporadas de experiência na NBA. Foto: Hoops Hype

Timberwolves e Grizzlies cancelado – Karl-Anthony Towns com COVID-19

Tre Maddox, Scott Wall e Mousa Dagher talvez não apitem hoje, pois o jogo entre Minnesota Timberwolves e Memphis Grizzlies foi adiado. O astro do time, Karl-Anthony Towns, foi diagnosticado com COVID-19 – lembrando que o pivô perdeu a mãe em abril e depois seis parentes próximos pelo vírus. O trio de arbitragem escalado para Memphis Grizzlies e Minnesota Timberwolves terá sua escala de trabalho mudada e será remanejado para outra cidade.

Jacqueline Cruz e seu filho. Foto: NBA.
Scott Wall, na foto com o técnico do Minnesota, Ryan Saunders, não trabalhará hoje. Foto: Star Tribune.

Essa é a terceira partida do dia cancelada, assim como Golden State Warriors e Phoenix Suns, e Washington Wizards e Detroit Pistons, previamente adiadas por causa dos protocolos sanitários do COVID-19.

Mudança nos exames de COVID-19 de árbitros e jogadores da NBA

A NBA enviou um memorando na noite de quarta-feira, dia 13, para as franquias afiliadas, definindo novos protocolos de testagem para o COVID-19 em árbitros e jogadores, que poderão ser colocados em prática já na próxima semana. O teste utilizado, em primeira checagem, seria para PCR, que oferece resultados mais precisos – e portanto, mais seguros.

Entenda como seria a testagem

Os times terão dois dias, a partir de quinta-feira, para encontrarem, em suas cidades, laboratórios que consigam realizar os testes PCR nos três árbitros designados para as partidas e nos atletas na manhã do dia do jogo, e dar o resultado em até 12 horas depois.

Mesmo assim, os profissionais do apito e da bola ainda seriam testados através das provas rápidas nas arenas, antes do início do jogo.

Harden, polêmico com a arbitragem, vai para o Brooklyn Nets; Oladipo chega em Houston

James Harden, um dos jogadores mais polêmicos quanto a marcação de faltas da NBA, segue para o Brooklyn Nets, encerrando a novela pública de sua troca com o Houston Rockets. A transação entre quatro franquias faz com que Victor Oladipo, que ontem não jogou na vitória do Indiana Pacers sobre o Golden State Warriors, vá para o Rockets.

Com a novela James Harden-Houston Rockets sendo resolvida, o Barba se reunirá novamente com Kevin Durant, que já foi sua dupla no Oklahoma City Thunder.

A troca envolve quatro times:

Houston Rockets recebe Oladipo, Dante Exum, Rodions Kurucs, três picks de primeira rodada e mais outras escolhas;

Brooklyn Nets: Harden;

Indiana Pacers terá Caris LeVert e uma escolha de segunda rodada do draft;

Cleveland Cavaliers recebe Jarrett Allen e Taurean Prince.

James Harden e o árbitro Tony Brothers discutem uma falta. Foto: SB Nation

Harden é um dos jogadores cujas faltas dadas, principalmente fora do perímetro, são as mais discutidas por fãs, levando até mesmo Stephen Curry, em uma partida do Golden State Warriors, a imitá-lo e discutir com a arbitragem que, se fosse em Harden, a falta seria dada.

Partida entre Suns e Hawks adiada pelo contato com Wizards

Três árbitros – David Guthrie, Michael Smith e Mitchell Ervin – terão que ser relocados para outras escalações. A partida de hoje entre Atlanta Hawks e Suns, que seria jogada em Phoenix, foi adiada devido ao protocolo de rastreio da cadeia de possíveis contágios pelo COVID-19.

Guthrie seria o crew chief do jogo de hoje, Foto: The Score.com

A medida foi tomada porque o Suns jogou na última segunda, dia 11, com o Washington Wizards, time que teve jogos também adiados por conta do protocolo sanitário.

Trae Young é um dos atletas que não jogará hoje. Foto: AS.com

Jogo do Spurs com duas mulheres em quadra: Lauren e Becky

Hoje, dia 12, o Spurs estará em Oklahoma para enfrentar o Thunder, e veremos o encontro entre a assistente técnica do time, Becky Hammon, e a árbitra Lauren Holtkamp. A representatividade desse encontro na NBA ultrapassa as quatro linhas da quadra.

No último dia 30, Becky se tornou a primeira mulher a comandar uma equipe na liga durante a temporada regular, por causa da expulsão de Gregg Popovich na partida contra o Los Angeles Lakers.

Hammon em ação durante a partida com o Lakers. Foto: Twitter Spurs.

Já Lauren Holtkamp é uma das cinco árbitras em atividade nesta temporada, além de duas profissionais non-staff, que não se dedicam exclusivamente às partidas da NBA. Ela tem 41 anos e atua há sete na liga, tendo participado, até 2020, de 225 jogos como referee e umpire (segunda e terceira posições da arbitragem). Lauren tem uma filha e é casada com Jonathan Sterling, também árbitro da NBA.

Lauren já trabalhou em mais de 225 partidas da NBA até agora. Foto: SI.

Sete árbitros fora dos jogos das últimas semanas

A equipe de arbitragem da NBA vem sendo prejudicada desde o final de dezembro. Dos 72 profissionais da liga, sete deles não estão na ativa. A primeira baixa pública foi de J.T. Orr, durante a partida Brooklyn Nets e Hornets, ocorrida em 27 de dezembro de 2020. Ele relatou ter ouvido um “estalo” enquanto corria, e teve que ser atendido fora da quadra pela equipe médica do Charlotte.

Equipe médica do Hornets atende J.T. Orr. Foto: Twitter Árbitros NBA.

Outra baixa vista pelos fãs da NBA foi a de Kane Fitzgerald, no dia 04 de janeiro, no jogo entre Oklahoma City Thunder e Miami Heat. Aos três minutos do primeiro treino, o crew chief começa a mancar, mas mesmo assim permanece em quadra por alguns segundos. Depois a transmissão mostra Fitzgerald indo para o vestiário, acompanhando do staff médico do Heat.

Dos outros cinco árbitros não há registros públicos ou explicações sobre qual é o motivo médico do afastamento. A NBA, por conta de protocolos rígidos no manejo da arbitragem, não costuma divulgar maiores informações. Apenas lista, em sua relação oficial, os outros cinco profissionais – CJ Washington, Bill Spooner, Pat Fraher, Kevin Cutler e Bernie Adams, junto com Kane Fitzgerald e J.T. Orr – como “agendados para retorno”.

* Acompanhe as escalações da arbitragem de seu time, além de tudo que acontece no apito, da NBA, em nosso Twitter e Instagram.

* A coluna Árbitros NBA, com histórias, biografias e regras, é publicada todas as quintas no Área Restritiva. Após o recesso de fim de ano, a coluna volta no dia 14 de janeiro.