Kane Fitzgerald nas operações de arbitragem e no Replay Center: qual é a mensagem que a NBA quer passar?

Árbitro com 13 anos de experiência na liga é o novo responsável pelos oficiais

A NBA divulgou nesta segunda (19) a nomeação de Kane Fitzgerald como o novo vice-presidente de Operações de Arbitragem e diretor do Replay Center. O oficial de Nova Jérsei substituirá Jason Philips, que esteve no centro de revisão de jogadas de Secaucus por três anos.

Fitzgerald tem 41 anos e passou 13 temporadas nas quadras da NBA. Até a última, atuava como árbitro principal no período regular e nos playoffs, e desde 2019 fazia parte dos trios que apitam finais. Na ocasião de sua estreia nesses jogos decisivos do título, ele afirmou que, para ele, o importante para função seria

“disciplina dentro e fora da quadra, e compostura em todos os momentos”.

Isso reflete exatamente a mensagem que a NBA pode estar querendo passar, para uma temporada que iniciará em 18 de outubro, após alguns fatos como os erros graves de arbitragem no EuroBasket deste ano e o lançamento do documentário Untold – Corrupção no Basquete: austeridade.

Em seus 13 anos na função dentro das arenas da NBA, Kane sempre mostrou ser um profissional rígido no seguimento das regras, o que o levou a ser, em 2017, o primeiro árbitro a expulsar LeBron James, durante a partida entre Miami Heat e Cleveland Cavaliers. Ele também, até a temporada de 2020/21, foi o árbitro que mais dava faltas ofensivas nos jogadores que buscavam a cesta – e essa regra foi uma das que a NBA solicitou atenção redobrada por parte de seus oficiais.

Nov 28, 2017; Cleveland, OH, USA; Cleveland Cavaliers forward LeBron James (23) reacts with Dwyane Wade (9) after he was ejected by referee Kane Fitzgerald (5) in the third quarter against the Miami Heat at Quicken Loans Arena. Mandatory Credit: David Richard-USA TODAY Sports

Retirar das quadras um árbitro que, salvo lesões ou demandas particulares, teria mais umas 20 temporadas úteis na função pode parecer precipitado, porém atende a uma demanda antiga de donos e dirigentes das franquias – Mark Cuban, por exemplo, sempre foi publicamente vocal sobre suas queixas da arbitragem durante partidas do Dallas Mavericks.

Com os fantasmas da corrupção praticada pelo ex-árbitro Tim Donaghy trazidos à tona novamente pela Netflix e a presença cada vez mais explícita e agressiva das empresas de apostas nas quadras da NBA, somente o tempo dirá se Kane Fitzgerald conseguirá imprimir o mesmo rigor de suas atuações nas partidas de seus ex-colegas – e agora subordinados.

Foto de destaque: Getty Images

Publicado por Alice Barbosa

NBA journalist and writer. Árbitros NBA creator, website/social media about NBA refereeing. Jornalista e escritora, criadora do projeto Árbitros NBA (site, Twitter e Instagram). Periodista y escritora, creadora del proyecto Árbitros NBA (sitio web, Twitter e Instagram). @aliceviralata @arbitrosnba

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: