Como é a escolha dos árbitros da NBA para os playoffs

Por Alice Barbosa, jornalista e fundadora do projeto Árbitros NBA

A partir de 22 de maio começam os playoffs da NBA, quando 16 times jogarão para avançarem para a segunda rodada da fase. A fórmula desta fase envolve os seis melhores de cada conferência e dois vindos da disputa do play-in, torneio jogado pelas franquias que estão entre a sétima e décima colocação no leste e no oeste.

Este ano, contudo, a pandemia do COVID-19 afetará a escalação. Até semana passada, segundo a ESPN, 10 profissionais estavam dentro do protocolo de segurança e rastreio do coronavírus, o que certamente trará na lista, ainda não divulgada, algumas surpresas. Árbitros ainda em processo de amadurecimento na NBA poderão estar disponíveis para atuarem em algumas das partidas e rodadas da fase.

Porém, como são selecionados os árbitros para os playoffs? A NBA, a cada partida, recolhe indicadores de desempenho dos profissionais, como número de faltas existentes dadas (CNC) e as que deveriam ter sido marcadas (INC). Esses indicadores não são divulgados publicamente, exceto os dos últimos dois minutos do último quarto – ou da prorrogação – caso a diferença entre os times esteja em três pontos os menos. Os resultados do chamado Relatório dos Últimos Dois Minutos é disponibilizado no site da NBA dedicado à arbitragem.

Scott Foster (centro) é um dos profissionais de arbitragem mais experientes da liga, contabilizando duas décadas de serviços prestados nos playoffs. Foto: FiveThirtyEight.

Após a análise dos indicadores – a liga considera como um ótimo desempenho os árbitros que conseguem 95% de precisão em um jogo -, os 36 profissionais escolhidos ganham o direito de apitar os playoffs.

Anteriormente, em 2020, metade deles tinha sete anos ou mais de experiências nos playoffs. Contudo, nomes como Tony Brothers e Scott Foster somam mais de quarenta anos de atuação nesta fase.

Dos 36, quatro deles somente entram em quadra caso alguns dos 32 restantes sofra alguma lesão – são os árbitros alternativos. Na bolha de Orlando, esses profissionais não necessitaram substituir algum colega.

Foto do destaque: Forbes.

Publicado por Alice Barbosa

NBA journalist and writer. Árbitros NBA creator, website/social media about NBA refereeing. ECB editor. Jornalista e escritora, criadora do projeto Árbitros NBA (site, Twitter e Instagram). Editora no Esporte Clube Basquete. Periodista y escritora, creadora del proyecto Árbitros NBA (sitio web, Twitter e Instagram). Editora en Esporte Clube Basquete. @aliceviralata @arbitrosnba

2 comentários em “Como é a escolha dos árbitros da NBA para os playoffs

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: