Mais detalhes sobre as expulsões de Dwight Howard em dois jogos consecutivos

Por Alice Barbosa, jornalista e fundadora do Árbitros NBA – @aliceviralata

Dwight Howard, do Philadelphia 76ers, foi expulso nas duas últimas partidas do time, ambas em Los Angeles, cidade que faz parte do roteiro da equipe durante a viagem pela costa Oeste dos EUA. Atualmente o pivô acumula 13 faltas técnicas – quatro delas foram nos confrontos em LA. Quando um atleta chega a 16, ele é automaticamente suspenso por um jogo. Dwight está na NBA há 17 anos.

A primeira expulsão foi contra o Lakers, quando o 76ers ganhou dos donos da casa, na última quinta-feira, dia 25. Entre o intervalo do primeiro e segundo quartos, Howard foi expulso pelo crew chief da partida, Kane Fitzgerald, após o estopim da situação que se desdobrou por todo o período inicial da partida – a marcação forte, e por vezes faltosa, do atleta sobre Montrezl Harrell.

Dwight Howard e Montrezl Harrell durante a partida – marcação dura e faltosa. Foto: AP Photo/Mark J. Terrill

Veja o momento da expulsão e a declaração do técnico do 76ers, Doc Rivers, que na hora do imbroglio concedeu uma entrevista ao canal TNT e com muita sinceridade, ao ser perguntado sobre a situação, chamou os dois jogadores de “palhaços”, e que isso era “uma situação ridícula”. Os dois atletas haviam recebido faltas técnicas pela confrontação, e a segunda técnica foi dada apenas a Howard.

Após a partida, o técnico do Philadelphia retomou o assunto, dizendo que a atitude de seu jogador foi “egoísta”. “Você recebe uma falta técnica – você não pode ganhar outra”, enfatizou Rivers. “Precisamos ter mais disciplina. Eu entendo isso – há muitas emoções em quadra, mas estamos com um só pivô no time, e ele foi expulso. Conheço os sentimentos, mas ele é um veterano. Necessita ser mais disciplinado.”

A declaração de Harrell sobre a atitude de Howard ressalta o comportamento do pivô do 76ers. “Não baixo a cabeça para ninguém e não vou levar isso com leveza. Não deixo passar nenhuma falta de respeito. Você não vai me empurrar por toda a quadra, sentindo-se um grandalhão e me atacar. Isso não está no meu sangue e nem nunca estará. Não importo o que pensam e se gostam de mim ou não.”

Dois dias depois, na partida contra o Los Angeles Clippers, no mesmo Staples Center, ocorreu a segunda expulsão de Dwight Howard, no início do último quarto. No relatório divulgado após a partida, Tony Brothers, o árbitro principal do jogo, disse que, após o jogador sofrer uma falta ofensiva, Howard apontou e gritou com ele, e ganhou sua primeira técnica, com base na regra do Respect for the Game – “respeito pelo jogo”.

A segunda técnica, que automaticamente leva à expulsão, foi dada pelo terceiro árbitro, Jason Goldenberg, que presenciou o jogador falando palavras ofensivas sobre Brothers. A partida ainda contou com Tyler Ford, na segunda posição – a de referee.

Howard e o umpire Jason Goldemberg, no jogo contra o Clippers – mais uma expulsão. Foto: Philadelphia Inquirer.

No total, o 76ers recebeu quatro faltas técnicas – as duas de Howard, uma para Tobias Harris e a outra dada a Seth Curry. ”Vários jogadores estavam frustrados,” admitiu o técnico Rivers. Ele disse, no entanto, que acredita que Dwight não necessite de uma conversa individual sobre o tema.

“Ele é um profissional e entende isso. Sempre falamos em grupo sobre as faltas técnicas. Fizemos isso após a partida. Não foquei especificamente em Dwight, mas disse que tivemos quatro técnicas, o que significa que mais de um jogador estava frustrado. Isso significa muita coisa e uma defesa boa sanará essa questão.”

Publicado por Alice Barbosa

NBA journalist and writer. Árbitros NBA creator, website/social media about NBA refereeing. ECB editor. Jornalista e escritora, criadora do projeto Árbitros NBA (site, Twitter e Instagram). Editora no Esporte Clube Basquete. Periodista y escritora, creadora del proyecto Árbitros NBA (sitio web, Twitter e Instagram). Editora en Esporte Clube Basquete. @aliceviralata @arbitrosnba

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: